Aumento de produção no setor de Embalagens

  •  Aumento de produção no setor de Embalagens


Acontecimentos mundiais, como guerras e pandemias, são responsáveis por acelerar algumas mudanças. O isolamento social imposto pelo novo coronavírus colocou a possibilidade de trabalho remoto como uma necessidade, por exemplo. Para manter as atividades, as organizações precisaram se adaptar rapidamente.

 

Enquanto alguns setores tentam se reinventar para sobreviver, outros tiveram expansão. As compras on-line cresceram durante a pandemia e, consequentemente, o setor de embalagens apresentou alta na demanda. Nesse sentido, a produtividade e a eficiência das organizações é a chave para entregar os pedidos.

Setor já estava em expansão

Em outubro de 2019, as fábricas de embalagem registraram a produção de mais de 334 mil toneladas de papelão, batendo um recorde. Este é um dos setores que funcionam como termômetro da economia e, na época, indicava os primeiros sinais de retomada da indústria.

 

Isso porque as embalagens são indispensáveis em produtos variados. Ou seja, se há necessidade de mais embalagem, é porque a produção de diferentes itens do mercado está crescendo.

 

Tradicionalmente, o período de fim de ano costuma marcar alta na produção devido às compras de Natal, mas os números de 2019 foram além. Prova disso foi a necessidade de novas contratações por parte das empresas, mais um exemplo de expansão do setor, aquecimento e confiança no mercado.

Investimentos

Outro fator que confirma essa ampliação são os investimentos feitos mesmo em meio à pandemia. Empresas estão aproveitando os preços competitivos no mercado para aquisições inteligentes de ativos, desenhando planos de médio e longo prazo. Entre as opções, o papelão ondulado é um dos mais requisitados atualmente.

 

Quem tem a oportunidade de investir agora está fazendo um bom negócio. A produção de embalagens tem perspectivas positivas de crescimento e obter participação nos negócios do setor é mais uma forma de rendimento.

Mudanças de hábitos na pandemia

Enquanto cientistas buscam entender o novo coronavírus, a maneira mais segura para se proteger é por meio do distanciamento social. Dessa forma, muitos estados brasileiros decretaram a quarentena e indicaram à população que saiam de casa apenas quando necessário.

 

Se antes o happy hour da sexta-feira e os passeios no fim de semana eram comuns, agora, a rotina acontece dentro de casa. Os pedidos de refeições por delivery aumentaram, além das entregas em domicílio feitas por estabelecimentos como padarias e supermercados.

 

Sem a possibilidade de sair de casa, as compras on-line aumentaram em diferentes setores. Equipamentos de academia estão sendo requisitados. Livros e, até mesmo, roupas e sapatos são algumas das escolhas dos consumidores.

 

Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), os supermercados on-line registraram aumento de 180% em algumas transações. O destaque fica para as categorias de alimentos, bebidas, beleza e saúde. Os dados foram coletados entre os dias 12 e 20 de março.

 

Essa nova maneira de consumir está sendo estimulada pelos governantes de diferentes países. A explicação é simples: até o momento não há indícios de que o vírus seja transmitido por alimentos ou embalagens, é uma doença respiratória. Assim, os estabelecimentos podem continuar vendendo.

 

Outro ponto de atenção é a maior necessidade de embalagens ao enviar um produto ao comprador do que se ele fosse adquirido diretamente no estabelecimento. Por isso, essa mudança de hábito é um dos fatores que está contribuindo para o crescimento do setor de embalagens mesmo durante a crise.

Cuidados

Não há indícios de que o vírus seja transmitido por meio de embalagens e alimentos. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados ao receber o pedido. O primeiro deles é manter um distanciamento do entregador. Utilizar máscaras e luvas é a melhor opção.

 

Depois, o indicado é retirar a embalagem, jogá-la no lixo ou colocá-la para reciclar — de preferência, do lado de fora da moradia ou na lavanderia. Em seguida, basta tirar as luvas e passar álcool em gel antes manusear ou consumir o produto. São medidas preventivas que diminuem as chances de contato com o vírus. 


Comentários

Escrever comentário

Avaliar

Posts relacionados


O que as indústrias têm feito para solucionar o excesso de embalagens
190

O que as indústrias têm feito para solucionar o excesso de embalagens

Recipientes recicláveis, ou com maior vida útil, e investimento em soluções que propõem mudanças de hábitos estão entre as saídas mais adotadas pelas empresas. Ler mais

  • 0 Comentários

Produtos relacionados


Embalagem para Festa na Caixa e Bolo Alto

Embalagem para Festa na Caixa e Bolo Alto

Embalagem para Festa na Caixa e Caixa para Bolo AltoTransporte de bolo e para Festa na Caixa com muito mais sofisticação e com segurança.Material: Caixa Papelão Microondulado de 520gr, Tampa papel cartão branco de 280grMedidas:26,5Lx26,5Lx25A32,5Cx32

R$8,90

Caixa para Bolo Alto e Festa na Caixa com 10 und

Caixa para Bolo Alto e Festa na Caixa com 10 und

Festa na Caixa e Bolo AltoTransporte de bolo e para Festa na Caixa com muito mais sofisticação e com segurança.Material: Caixa Papelão Microondulado de 520gr, Tampa papel cartão branco de 280grMedidas:26,5Lx26,5Lx25A32,5Cx32,5Lx23ARecorte Ajustá

R$79,90

Categorias relacionadas


EMBALAGENS

EMBALAGENS

Embalagens e Caixas | Casa das EmbalagensTemos diversos modelos de embalagens para toda ocasião, bolos, doces, salgados, garrafas, panetone, cupcakes, garrafas entre outras.Confira todos modelos nas categorias, empresa esta situada em Contagem, regi

  • Ditudo Embalagens Eireli ® CNPJ: 20.073.669/0001-10 © 2020 

    "Com a ajuda de Deus tudo é possível!"

Whatsapp Whatsapp